A Gente Na Mídia/Eventos/Dia de Campo de Café da Cocari

Dia de Campo de Café da Cocari

Novas tecnologias, formas de manejo, palestras, novidades do mercado, quem participou do Dia de Campo de Café da Cocari, em Mandaguari, teve a oportunidade de conhecer e ver de perto novidades para o incremento de produtividade e conferir as novas técnicas adotadas para o plantio de soja, trigo, milho, café e eucalipto.

A Coonagro participou desse evento e apresentou sua linha de fertilizantes, formulados em sua indústria em Paranaguá, e também a linha de produtos DASCOOP, que em parceria com a Multitécnica, trouxe para contribuir com o evento a palestra de José Braz Matiello, consultor e engenheiro agrônomo da Fundação Procafé, que falou aos participantes.

capa-para-dia-de-campo-de-cafe-na-cocariJosé Braz Matiello: maior especialista na cultura do café do Brasil

 

Um dos destaques desta edição foi a palestra do engenheiro agrônomo José Braz Matiello, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que discorreu sobre a necessidade da adubação racional, destacando a importância de um solo bem equilibrado. Matiello deu início à conversa parabenizando aos produtores por persistirem no cultivo da lavoura de café apesar de todas as dificuldades que já passaram, como as geadas. “Chegar aqui e ver uma turma nova de produtores e também os mais experientes me motiva a dar continuidade ao trabalho”, diz.

Na ocasião, o engenheiro agrônomo falou sobre a maneira correta de ‘alimentar’ o pé de café, utilizando nutrição de forma mais racional e econômica. “Adubação racional é a mais adequada, econômica e precisa levar em consideração o uso conjunto dos nutrientes. Temos que adubar com nitrogênio, fósforo, potássio e micronutrientes, adubando simultaneamente, não adianta adubar um só”, alerta. “O Paraná, hoje como um todo, possui uma cafeicultura perene, que vai acumulando os resíduos de adubação de um ano para o outro. Então, tem que levar muito em consideração o equilíbrio entre os nutrientes”, destaca.

Ainda de acordo com Matiello, é preciso observar todos os aspectos da lavoura, desde a produtividade, às características do solo, para evitar a falta e o excesso de nutrientes, associando a eficiência de nutrir bem a lavoura com uma condição mais econômica. “O café sempre tem altos e baixos, muitas pessoas já presenciaram isso no passado, a questão é que quando aumenta muito a produção, tende com o tempo a reduzir o preço, mas parece que temos pela frente um período razoável nesses próximos anos”, aponta.

Ao final da palestra, o engenheiro esclareceu algumas dúvidas dos produtores sobre esse e outros assuntos relacionados ao manejo da cultura, favorecendo a troca de experiências entre os cafeicultores participantes.

Coonagro é parceira

Durante o encontro, Wagner Chueiri, gerente técnico comercial da Coonagro – Cooperativa Nacional Agroindustrial, também falou com os produtores. Na oportunidade, ele explicou como é realizado o trabalho da Coonagro, que é formada por 9 cooperativas, entre elas a Cocari.

Em entrevista para o Informativo Cocari, Wagner Chueiri destacou a importância de eventos como o Dia de Campo de Café. “Esse tipo de evento é fundamental para a atualização de questões técnicas que envolvem a cafeicultura, transferência de tecnologias e informações para o cafeicultor. Isso é essencial para que a atividade evolua constantemente e se torne cada vez mais atraente no ponto de vista das operações, devido às questões de mecanização, por exemplo, que aliviam muito o trabalho duro que havia no passado e ao mesmo tempo preservam a rentabilidade da atividade”, explica.

“Foi muito bom também para a Coonagro ter participado desse evento. Falar para um grupo como este é uma chance de mostrarmos o projeto Coonagro como um todo, que atua no sentido de trazer melhores condições de competitividade em relação aos insumos e principalmente falar um pouco mais sobre a linha de produtos da cooperativa da marca Dascoop, que foi desenhada e concebida especificamente para os cooperados das cooperativas associadas”, ressalta.

Quando questionado sobre o interesse dos produtores sobre as novas questões tecnológicas e as recentes possibilidades na lavoura, o gerente técnico comentou que o conhecimento do produtor aumentou muito nos últimos anos, não apenas no café, mas em todas as culturas. “Agora, isso não é mais uma questão de querer, é questão de necessidade, quem não for atrás da informação para avançar no conhecimento e aplicar esses conhecimentos na atividade está fadado à extinção”, finaliza.

EVENTO: Dia de Campo de Café na Cocari

PERÍODO: 20/04/16

COOPERATIVA: Cocari

LOCAL: Mandaguari/PR

PÚBLICO: 320 pessoas

← Voltar